sexta-feira, 8 de abril de 2011

Neonazistas ajudam a convocar "ato cívico" pró-Bolsonaro em São Paulo

06/04/2011 - 17h55 
Do UOL Notícias Em São Paulo 
Publicado por  Serginho P T Cubatão 08/04/2011 15:40
Postado por Dag Vulpi 08/04/2011 15:43

Uma manifestação de apoio ao deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) está sendo convocada na internet para o próximo sábado (9), às 11h, no vão do Masp, em São Paulo. O protesto, batizado de “ato cívico”, está sendo divulgado em rede sociais como o Orkut e no fórum “Stormfront.org”, administrado pelo movimento neonazista “White Pride World Wide” .
No fórum, o tópico utilizado para divulgar a manifestação foi aberto ontem e apagado hoje, mas o cache do Google que indexa as páginas apagadas registrou as mensagens.
A convocatória, publicada por um membro denominado “Erick White”, diz: “Vamos dar o nosso apoio ao único Deputado que bate de frente com esses libertinos e Comunistas!!! Será um manifesto Cívico, portanto, levem a família, esposas, filhos e amigos... (sic)”.
O autor finaliza a mensagem com os números “14/88”, simbologia nazista que faz referência a Adolfo Hitler e ao nacionalista norte-americano David Lane, defensor do mito da supremacia branca.
No Orkut, onde não há referências racistas ou nazistas explícitas, o ato foi divulgado em comunidades de apoio a Bolsonaro. São elas: “Sou fã do dep. Jair Bolsonaro”, com 4.086 membros; “Jair Bolsonaro para Presidente” (2.469 membros); “Bolsonaro é o cara” (71). Entre todas as comunidades no Orkut sobre o deputado, as três mais numerosas demonstram apoio a Bolsonaro.
Declarações
As recentes polêmicas envolvendo o parlamentar começaram com um quadro do programa humorístico “CQC” exibido no último dia 28. Nele, a cantora Preta Gil perguntou ao deputado: “se seu filho se apaixonasse por uma negra, o que você faria?”
A resposta, considerada racista por Preta Gil e por colegas de Bolsonaro no Congresso Nacional, foi a seguinte: “ô, Preta, eu não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco. Meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambientes como lamentavelmente é o teu".
O deputado afirmou que se confundiu com a série de perguntas feitas no quadro e não se referiu aos negros em sua resposta.
Desde o episódio, Bolsonaro deu uma série de entrevistas nas quais fez criticas a homossexuais e elogios a ditadura militar.
José Rodrigues Amigo Serginho, eu avisei com antecedência esse cara aí o BOLSONARO, ALÉM DE SER NEO-NAZISTA, esta formando um grupo que se tornará perigoso à nossa democracia.
Serginho P T Cubatão Zé, concordo com vc. E na ansia de puni-lo, acabamos promovendo-o mais ainda. Mas o ato é justo, afinal, vivemos numa democracia e por outro lado, teremos a oportunidade de ver quantas "caras" simpatizam com este crapula. Afinal, hoje, só conhecemos quantos perfis são simpatizantes. Se é que me entende.
José Bazilio Moreira Júnior E digo mais companheiro, existem grupos de extrema direita que querem o fortalecimento das forças armadas, que também são a favor desse deputado, vou citar dois, o Grupo Inconfidência e Guararapes. Acho que temos que colocar em debate um dia desses a questão dessas ideologias espalhadas pelo Brasil, o que são ensinados nas escolas militares, qual a grade de História Militar do Brasil nas academias militares, realmente, o que é ensinado para nossos futuros defensores de nosso Brasil? Acho pertinente essa pergunta em vista que os militares de reserva e até em de ação ocultam essas torturas e são contra a divulgação desses materiais. 
Joelson Mdz tomara que ele tenha uma morte como a de Hitler, mas antes de ela fazer qualquer barbaridade. 

José Bazilio Moreira Júnior O problema de tudo isso é como isso o povo vai encarar, que lado seguir? O que uns colocam como ficar do lado do comunismo ou do lado dos militares que defendem o seu país? Claro que estou sendo extremista demais, mas como que é encarado isso? será que essas ideologia neo-nazistas ou de extrema direita são aceitas? e se é repassado? Acho que o é assustador é que a nova geração seja influenciado por isso, influenciado não só na questão civil, na questão acadêmica(militar).
Serginho P T Cubatão Dagmar.. muito bom... quanto mais divulgarmos melhor.
José Bazilio Moreira Júnior Porque o que ensinamos para nossos alunos, mesmo que não seja satisfatório também, em questão do golpe de 64, está aí(MEC) para todos verem e questionarem, mas é o contrário? Alguém aqui sabe dizer como é pautada a questão das torturas nas escolas militares e nas academias e tudo mais? É um fato a se pensar. 
Dagmar Vulpi Serginho e demais amigos participantes do grupo DOCUMENTO DITADURA. só para lembrar, o blog "DITADURA VERDADES OMITIDAS" foi criado exclusivamente para documentarmos os debates, comentários e publicações do nosso grupo, fiquem a vontade para sugerir postagens. Grande abraço. 
Serginho P T Cubatão José Basilio, da uma olhada aqui... atente para os numeros: 


07/04 às 9h53
Grupo organiza na internet ato de apoio a Bolsonaro na Avenida Paulista
Ana Cláudia Barros
Publicidade
Na contramaré dos manifestos que se espalham pela web em repúdio às declarações dadas pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) no programa "CQC", da Band, um grupo de internautas articula, via Orkut, ato de apoio ao parlamentar. Eles pretendem se reunir no vão do Masp, na Avenida Paulista, no próximo sábado, conforme mensagens divulgadas na comunidade da rede social, intitulada "Sou fã do Dep. Jair Bolsonaro", que conta com mais de 4 mil membros.
- Já está na hora de a gente fazer uma união de verdade... Uma união de brasileiros dignos, de batalhadores e cidadãos honestos! Já está mais do que na hora de a gente fazer uma oposição de verdade ao petismo e toda essa libertinagem que os "direitos humanos" vem impondo para nós e nossas famílias, como Kit gay, Aborto e tentativas de tirar os direitos dos Pais em educar os seus filhos e etc!!! - conclama um dos integrantes:
A mensagem prossegue: 
- Vamos dar o nosso apoio ao único Deputado que bate de frente com esses libertinos e comunistas!!! Será um manifesto cívico, portanto, levem a família, esposas, filhos e amigos... Levem cartazes, apitos e fiquem tranqüilos que teremos um pessoal para nos dar proteção no caso de qualquer elemento surpresa.
A comunidade é relacionada com outra, também criada em defesa ao deputado, chamada "Jair Bolsonaro para presidente" - com 2643 membros -, dedicada "a todos aqueles que gostariam de ver o Dep. Jair Bolsonaro na Presidência da República".
- Bolsonaro é nossa esperança de viver em um país sério e respeitador dos bons e velhos preceitos morais e éticos. Persista na luta Bolsonaro, acompanhos suas batalhas no Congresso e muito nos orgulhamos do trabalho que tem feito - diz a apresentação.
A exemplo da outra comunidade, esta também convoca os integrantes para o ato de apoio ao deputado na Avenida Paulista e incentiva a divulgação do manifesto pelos internautas.
A comunidade divulga ainda uma petição, escrita em português e em inglês, pedindo apoio para evitar uma possível cassação de Jair Bolsonaro. Ela tinha quase 1500 adesões.
Em outro abaixo-assinado, endereçado ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, os internautas argumentavam que o deputado seria vítima de "perseguição política como uma forma de autopromoção de parlamentares oportunistas".
- Por conta dos seguidos incidentes, nos quais interpretamos a cassação do mandato do parlamentar algo inconstitucional e contrário ao desejo das mais de cem mil pessoas que confiaram seu voto ao candidato nas últimas eleições - diz a petição, com 230 assinaturas.
"Fora Jair Bolsonaro"
O apoio virtual a Jair Bolsonaro pode ser considerado tímido se comparado aos atos contrários a ele. Pelas redes sociais e na blogosfera, crescem o número de manifestações com críticas ao militar. No Facebook, o "Fora, Jair Bolsonaro" tem mais de 7 mil adeptos e "Cassação de Jair Bolsonaro", mais de 8 mil.
No Twitter, o nome do deputado há dias aparece entre os tópicos mais debatidos. Assim como os que apoiam o parlamentar, os contrários também divulgam petições na internet. Uma das que contam com mais apoio é a "Proteja o País do Bolsonaro", cuja a meta era abarcar 75 mil apoiadores e que, até esta quarta-feira (6), já tinha mais de 77 mil.
- As idéias racistas e homofóbicas do Deputado Jair Bolsonaro não são uma questão de opinião pessoal, elas são perigosas... Enquanto já existem leis para proteger outras formas de discriminação, pessoas GLBT não têm nenhuma proteção legal. 
Vamos erguer nossas vozes mais alto que o Bolsonaro e mostrar que os brasileiros apoiam a lei anti-homofobia que irá ampliar as proteções contra a violência e discriminação para todos os brasileiros! Assine a petição agora, ela será entregue em Brasília em uma grande manifestação pela lei anti-homofobia! - conclama o abaixo-assinado.

José Bazilio Moreira Júnior Obrigado por mandar o link Serginho, não tinha o conhecimento desses dados, pois é, essa proporção ao meu ver já é assustadora, ter pessoas que ainda são a favor desse deputado, e como disse lá em cima, colocam pejorativas em cima da palavra comunista, uma alienação escancarada, e como o povo vai encarar isso? se não tem a consciência dos dois lados, ou talvez tenha, mas tem medo que essas pessoas que estão indo contra esse deputado seja o perigo, os que foram colocados como "libertinos e comunistas". 
josé Bazilio Moreira Júnior Acho que esse debate é importantíssimo, e que deveria separar um dia para comparecer mais pessoas, em vista dos horários que elas possam, para colocarem suas opiniões também. 

Um comentário:

  1. Preocupante!!! Dentro de uma DEMOCRACIA jovens pensarem assim , é o que chamo de REAL RETROCESSO. Se eles se multiplicarem... Que a NAÇÃO se cuide! Profª Drª Lara Gomes - Especialista em Educação Cidadã e Educação à Distância.

    ResponderExcluir

Seja Bem Vindo, Participe!

Curta a nossa pagina

Ocorreu um erro neste gadget

Participe do grupo no Facebook

Pesquisar

Ocorreu um erro neste gadget
“Este é tempo de divisas, tempo de gente cortada. É tempo de meio silêncio, de boca gelada e murmúrio, palavra indireta, aviso na esquina.”
Carlos Drumond de Andrade