quinta-feira, 23 de junho de 2011

Era uma vez...

Fonte: Google
Quando contarem esta história para uma criança,
podem começar, como tantas outras, com a expressão,
Era uma vez:

Era uma vez um país onde as pessoas foram proibidas de
pensar, falar e fazer o que achavam certo.

Era uma vez um país onde muita gente ia presa, era submetida a torturas e depois assassinada. Até os mais jovens, até os adolescentes.

Era uma vez um país onde crianças e adolescentes foram torturados e privados da proteção de seus pais.

Era uma vez uma história triste que ninguém gosta de ouvir. Mas que precisa ser lembrada, contada e recontada para nunca se repetir.

Direito à Memória e à Verdade: histórias de meninas e meninos marcados pela ditadura. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos, 2009, p. 10.

*A publicação deste livro com histórias de meninos e meninas que foram marcados pela ditadura militar nos permite este duplo sentido: de um lado, reavivar a memória e, de outro, chamar a atenção para a necessidade de reafirmação constante dos valores em Direitos Humanos.
Neste livro, são contadas histórias de adolescentes ativistas políticos, bem como o cotidiano de uma infância e adolescência modificadas radicalmente pela opção de seus pais em resistir à ditadura militar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo, Participe!

Curta a nossa pagina

Ocorreu um erro neste gadget

Participe do grupo no Facebook

Pesquisar

Ocorreu um erro neste gadget
“Este é tempo de divisas, tempo de gente cortada. É tempo de meio silêncio, de boca gelada e murmúrio, palavra indireta, aviso na esquina.”
Carlos Drumond de Andrade