segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Comissão da Verdade vai pedir mudanças no ensino de escolas militares


A Comissão da Verdade, que investiga crimes ocorridos durante a ditadura militar, deve recomendar às Forças Armadas mudanças no currículo das escolas militares, informa o jornal O Estado de S. Paulo nesta segunda-feira. De acordo com o sociólogo Paulo Sérgio Pinheiro, membro da comissão, a questão principal é o ensino relacionado ao golpe militar de 1964. 
"As academias militares continuam a conviver com o mito de que o golpe de 1964 foi uma revolução democrática para impedir o comunismo", disse em entrevista ao programa Roda Viva, que vai ao ar nesta segunda-feira na TV Cultura.

O sociólogo aponta que a comissão não tem autoridade para intervir diretamente nas academias militares, mas que fará "recomendações precisas sobre esses programas de ensino". 
O general da reserva Durval de Andrade Néri, ex-diretor do Clube Militar do Rio e conselheiro da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra contestou Pinheiro. "O que tivemos em 1964 foi um contragolpe em defesa da democracia", afirmou, ao defender a ação militar contra o que chamou de um "golpe de esquerda que levaria à comunização do Brasil".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo, Participe!

Curta a nossa pagina

Ocorreu um erro neste gadget

Participe do grupo no Facebook

Pesquisar

Ocorreu um erro neste gadget
“Este é tempo de divisas, tempo de gente cortada. É tempo de meio silêncio, de boca gelada e murmúrio, palavra indireta, aviso na esquina.”
Carlos Drumond de Andrade