segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Mão de obra escrava urbana


A exploração de bolivianos e paraguaios em oficinas clandestinas de São Paulo
Mão de obra escrava urbana - Caminhos da ReportagemMão de obra escrava urbana - Caminhos da Reportagem
Reportagem mostra a busca por uma vida melhor dos imigrantes andinos que chegam a São Paulo. O prazo de três meses para ficar legal no país acaba, mas eles permanecem em jornadas de até dezesseis horas de trabalho em oficinas clandestinas. Para a legislação brasileira, são condições semelhantes ao trabaho escravo. Para os imigrantes, no entanto, é a única chance de sobrevivência. Nas pequenas ou grandes grifes, a exploração dos costureiros que vêm dos países vizinhos torna-se cada vez mais comum e é alvo de denúncias que não param de chegar ao Ministério Público e à Polícia Federal. A equipe de reportagem foi à Bolívia e ao Paraguai, visitou as famílias destes imigrantes e conheceu a realidade econômica e social que eles deixaram para trás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja Bem Vindo, Participe!

Curta a nossa pagina

Ocorreu um erro neste gadget

Participe do grupo no Facebook

Pesquisar

Ocorreu um erro neste gadget
“Este é tempo de divisas, tempo de gente cortada. É tempo de meio silêncio, de boca gelada e murmúrio, palavra indireta, aviso na esquina.”
Carlos Drumond de Andrade